Presidente da SBR dá entrevista à CBN

0
337

As doenças reumáticas foram o tema de uma entrevista concedida à Rádio CBN pelo presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia, dr. César Emile Baaklini, a quem coube detalhar vários aspectos sobre tais doenças, de forma didática e clara. Ele falou, por exemplo, sobre doenças que causam dores e inflamações, particularmente a artrite reumatoide,  explicada em detalhes.

Também houve oportunidade de abordar didaticamente a fibromialgia e suas conseqüências, que são dores generalizadas,  por vezes acompanhadas de muita ansiedade, dores de cabeça e distúrbios do sono. “E é uma  doença que acomete muito mais o público feminino (cerca de 95%), talvez por fatores hormonais e genéticos da mulher.”

Falando sobre o processo diagnóstico, dr. César explicou que é feito quase sempre com base em exames clinico-laboratoriais. Há exames específicos, porém, disse ele, mais ou menos sofisticados, que o médico solicita por não ter o paciente um quadro muito característico, necessitando de mais análises. O mais importante, ressaltou o presidente da SBR, é procurar um profissional para uma avaliação clínica, sempre que houver dores pelo corpo, fraqueza muscular, dores nas articulações. “E sempre que possível fazer um diagnóstico precoce, que aumenta as chances de controle da doença”.

Questionado sobre se há uma idade mais propensa a doenças reumáticas, o presidente da SBR explicou que em qualquer tempo essas doenças podem aparecer, embora haja uma idade em que tais doenças são mais propícias, que é dos 25 aos 45 para a artrite reumatoide; fase sexual ativa (da primeira menstruação à menopausa) para lúpus eritematoso sistêmico; e quanto à  doença mais prevalente, a artrose, quanto mais avançar na idade, maior o risco de desenvolvimento.

Perguntas de ouvintes

O presidente da SBR respondeu também a  perguntas de ouvintes, interessados em esclarecimentos sobre doenças reumáticas. Uma delas veio de uma mulher que relatou sentir dores nas articulações e perguntou se essas manifestações não poderiam ser consequência de um tratamento a que foi submetida por causa de um câncer de. Em resposta, dr. César disse que há  patologias que podem predispor ao desenvolvimento  de manifestações reumáticas: alguns tipos de câncer, doenças de cunho endócrino-metabólico (como o diabetes), aumento do colesterol e triglicérides, entre outras. Um ouvinte do sexo masculino perguntou sobre um exame FAN a que se submeteu, cujo resultado deu “núcleo reagente placa metafísica reagente”.

O presidente da SBR explicou que o  fator antinuclear é exame para detectar presença de anticorpos contra componentes nucleares. “Mas FAN positivo não é necessariamente lúpus.  Há outras doenças que podem levar a esse resultado”, ressaltou, enfatizando que quem quem tem lúpus eritematoso sistêmico sempre terá FAN positivo, mas nem todo FAN positivo é causado por lúpus. “Esse exame não tem valor se não tiver correlação positiva com os resultados clínicos”, alertou ele.

Uma terceira pergunta de ouvinte refere-se à atividade física para quem tem problemas nas articulações. Deve-se fazer? A resposta de dr. César é que exercício físico deve sempre ser praticado, tenham-se ou não problemas no aparelho locomotor: “Músculos são muito importantes para proteger ossos e dar estabilidade às articulações”, disse ele, explicando ainda que a nutrição das articulações é dependente da pressão que existe nelas, feita pelo líquido sinovial, produzido interiormente. E o que aumenta a pressão nas articulações é o movimento. Ou seja, exercícios sempre, “mas logicamente respeitando os limites de cada um.”

Outra questão colocada para o presidente da SBR foi sobre se é possível a um paciente de doença reumática manter qualidade de vida. Dr. César respondeu positivamente, explicando que avanços na medicina permitem hoje não só ter boa qualidade de vida, mas também e sobrevida longa a pacientes acometidos por doenças reumáticas. Também contribuíram para esse quadro os vários medicamentos que foram produzidos para atacar essas doenças. “Todas elas dispõem de arsenal terapêutico muito importante que permitem controlar a doença”, enfatizou.

Ao final da conversa com a CBN, dr. César falou sobre os meios de prevenção de doenças reumáticas, citando os bons hábitos alimentares e as atividades físicas desde a mais tenra idade. “Como sabemos, todas as doenças têm componente genético associado com componente ambiental. E cuidados como atividade física e bons hábitos poderão servir como fator importante de prevenção mesmo para quem tem uma combinação genética/ambiental  favorável ao aparecimento de doenças reumáticas”, finalizou.

Para ouvir a entrevista na íntegra: http://cbn.globoradio.globo.com/colunas/consultorio-cbn/2014/12/27/ARTROSE-BURSITE-TENDINITE-E-FIBROMIALGIA-SAO-AS-DOENCAS-REUMATICAS-MAIS-COMUNS-ENTRE.htm

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here